fbpx

LBCA ganha destaque em matéria sobre Tecnologia e Direito para a TV Brasil

13 de novembro de 2019  |  Por Da Redação  |  LBCA
LBCA ganha destaque em matéria sobre Tecnologia e Direito para a TV Brasil

Em entrevista à TV Brasil/EBC, o sócio-fundador da LBCA Eduardo Brock e o sócio Fernando de Paula Torre apontaram como a tecnologia mudou o Direito e as perspectivas futuras que se abrem com a Inteligência Artificial, destacando o trabalho da plataforma Diana, um serviço de solução em tecnologia desenvolvido pelo próprio escritório.

Clique aqui para assistir à matéria completa.

Tecnologia Diana: serviço de inteligência artificial para o Direito

A tecnologia da inteligência artificial vai transformar o Direito, automatizando tarefas e proporcionando inovação para dar previsibilidade e assertividade nas decisões. DIANA surgiu nesse contexto: revolucionar o mercado jurídico.

O propósito do serviço é reduzir passivos e gerar ganhos através de soluções exclusivas com utilização da inteligência artificial. Nossos clientes são empresas que buscam alto resultado em suas negociações.

DIANA é uma pesquisadora que examina milhares de processos e documentos e utiliza os algoritmos para selecionar as informações mais relevantes, com processamento rápido e eficiente.

Com essa ferramenta auxiliar, os advogados podem executar tarefas mais jurídicas como o aconselhamento de clientes, redação de resumos legais e negociação, bem como a gestão individualizada dos casos.

Dentre as nossas soluções, destaca-se análise de litigiosidade do consumidor, análise preditiva do caso, gestão de testemunhas, analytics de segmentos e mapa de provas.

Inteligência Artificial

Inteligência artificial (por vezes mencionada pela sigla em português IA ou pela sigla em inglês AI – artificial intelligence) é a inteligência similar à humana exibida por mecanismos ou software, além de também ser um campo de estudo acadêmico.

Os principais pesquisadores e livros didáticos definem o campo como “o estudo e projeto de agentes inteligentes”, onde um agente inteligente é um sistema que percebe seu ambiente e toma atitudes que maximizam suas chances de sucesso.

Andreas Kaplan e Michael Haenlein definem a inteligência artificial como “uma capacidade do sistema para interpretar corretamente dados externos, aprender a partir desses dados e utilizar essas aprendizagens para atingir objetivos e tarefas específicos através de adaptação flexível”