fbpx

Para LBCA, summit de tecnologia e inovação quebrou paradigmas

5 de novembro de 2019  |  Por Santamaria Silveira  |  LBCA

A ideia do “LBCA Legal Summit 2019”, realizado no último dia 30 de outubro,  no hotel The Capital – que reuniu cerca de 300 pessoas que lotaram  o salão do encontro – surgiu no final do ano passado, depois da reunião anual dos sócios, a partir da constatação de que a banca  desenvolveu uma série de soluções  para os clientes, voltadas para a tecnologia aplicada ao Direito, que precisava ser apresentada e debatida além das fronteiras do escritório.

Para o sócio-fundador, Yun Ki Lee, o LBCA Legal Summit representou para o escritório uma quebra de paradigmas: “Nesses 16 anos de existência, passamos por muitas mudanças, crises. A tecnologia, que será obrigatória nas faculdades de Direito, está presente nesse encontro não apenas como teoria, mas como prática/aderência voltada ao interesse do cliente. Mas isso não quer dizer que vamos abandonar os modelos passados. Na verdade, constitui uma evolução do nosso trabalho”.

O summit superou as expectativas em termos de público e de interesse no tema na análise do sócio fundador da LBCA, Eduardo Brock: “A realidade se mostrou muito mais otimista do que as nossas expectativas iniciais.  Tivemos a participação de vários operadores do direito e de empresas que mostraram interesse absolutamente imenso nas novas soluções de IA e de tecnologia aplicadas ao Direito”, disse.

O sócio fundador Solano de Camargo compartilha da mesma opinião, destacando que o summit serviu para discutir a importância e impactos da tecnologia na prestação de serviços jurídicos, que vão desde a petição com uso de técnicas de comunicação até câmaras privadas de mediação online (Juspro). ”Queremos abrir um diálogo com o Judiciário, colegas, clientes e expoentes da sociedade sobre novas formas disruptivas de aplicação de ferramentas tecnológicas no Direito”, comentou.

Presidente do painel 3 sobre  “Liberdade Econômica  Desenvolvimento”,  o advogado e Professor titular da PUC-SP, Ricardo Sayeg também ficou  entusiasmado com o summit: “A  LBCA é uma das bancas mais vanguardistas que conheço e eu conheço muitas. Aqui [no summit] me senti como se estivesse no exterior, em um ambiente dos mais sofisticados e modernistas do mundo. As palestras que assisti  sobre o Visual Law, DIAna, gestão de contratos me deixaram impressionadíssimo. Os sócios Yun Ki Lee, Eduardo Brock e Solano de Camargo têm, dentre suas principais virtudes, aliar sucesso, vanguarda, ética e humildade”.

Comentários

Comentários