fbpx

Brasil caminha para o invisible bank

16 de abril de 2021  |  Por Ricardo Freitas Silveira  |  LBCA
invisible bank e o adotamento do pix

O Banco Central anunciou recentemente que o seu sistema de pagamentos instantâneos (Pix) atingiu 215 milhões de chaves cadastradas, o que contribui para fortalecer a tendência de o país adotar o invisible bank.

1. Que tipo de transações bancárias predominam no país?

O Brasil sempre foi um país onde predominavam as transações bancárias por canais presenciais. Com as imposições da pandemia da Covid-19, facilidades tecnológicas e adoção de novos hábitos com uso de novas ferramentas, como o Pix, o país vem registrando recordes de transações bancárias por meios digitais, feitas por pessoas físicas, que já ultrapassaram 70% das transações realizadas no país.

2. O que vem a ser o conceito de invisible bank?

É uma tendência. É o banco que não é visível, que passou por uma transformação digital. Ou seja, a Inteligência Artificial e outras tecnologias tornam possível a coleta de dados e automatização dos serviços bancários e o atendimento, que tem se personalizado com a utilização, por exemplo, do assistente virtual. Assim como varejistas, transportadoras e restaurantes evoluíram na forma como interagem com os clientes, as instituições financeiras também estão em mutação tecnológica.

3. Quais as vantagens do invisible bank?

Para o consumidor, uma economia de tempo, com o abandono das filas em agências e caixas eletrônicos , além de comodidade e segurança. Para os bancos, a mudança vai gerar uma economia de energia, estrutura e insumos, como o papel, beneficiando o meio ambiente e a sustentabilidade.

4. Como vem sendo essa caminhada para o invisible bank?

Segundo pesquisa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) mais de 6,5 milhões de contas foram abertas pelo celular em 2019, número que deve ser muito mais expressivo este ano no Brasil. Atualmente, o mobile banking (banco no celular) vem se aproximando de 50% das movimentações financeiras realizadas no país, com perspectiva de crescimento. Mas o invisible bank é muito mais do que trocar o caixa eletrônico pelo aplicativo, porque agrega plataforma aberta para integrar ofertas de um portfólio que se adapte às necessidades dos usuários.

Confira  as últimas atualizações jurídicas sobre o impacto do Coronavírus no Brasil e no mundo/a></a