fbpx

Regulamentação ESG chega ao mercado de capitais

13 de janeiro de 2021  |  Por Da Redação  |  LBCA
Regulamentação ESG chega ao mercado de capitais

A ESG, sigla em inglês para agenda ambiental, social e de governança para os mercados de investimentos veio para ficar e a UE saiu na frente. No Brasil, essas informações voltadas a finanças mais sustentáveis devem ganhar espaço.

1.Qual o compromisso da UE ao regulamentar os riscos ESG?

Reorientar investimentos para a sustentabilidade. A partir de março, todos operadores (distribuidores e gestores) do mercado financeiro da UE estarão sujeitos a um novo pacote de leis de finanças sustentáveis ,que estabelece divulgação de dados sobre como tratam o risco da sustentabilidade, contribuindo para financiar o crescimento sustentável.

2.Como isso será feito?

Os participantes do mercado financeiro europeu terão de divulgar publicamente como tratam os riscos ESG ao tomar decisões de investimento e os impactos negativos para o meio ambiente e a saúde da população, conforme estipulado pelo Regulamento de Divulgação de Informações sobre Finanças Sustentáveis.

3.Como essa nova diretriz pode impactar no Brasil?

Irá impactar as gestoras de ativos brasileiros domiciliadas na União Europeia ou financeira nacional que administre capital de investidores europeus.

4.O que o Brasil vem fazendo para se adequar?

A Comissão de Valores Imobiliários (CVM) abriu audiência pública até 8 de março para atualizar a instrução 480, no sentido de detalhar os dados do formulário de referência e aprimorar as informações ESG fornecidas pelas empresas listadas na bolsa brasileira (B3).

5. O que pode mudar no formulário brasileiro?

As informações devem ser mais detalhadas. É comum informar ações de filantropia como sendo ESG , por exemplo. O novo formulário vai exigir que as empresas informem como atuam para mitigar riscos sociais e ambientais em suas atividades, além da promover diversidade e inclusão. Ou seja, informações efetivamente relevantes para investidores.

Confira  as últimas atualizações jurídicas sobre o impacto do Coronavírus no Brasil e no mundo/a></a