- LBCA - https://lbca.com.br -

Ricardo Freitas faz palestra na FIA sobre Inteligência Artificial

O sócio da LBCA, Ricardo Freitas Silveira, ministra palestra na Fundação do Instituto de Administração (FIA) sobre Inteligência Artificial (IA) intitulada de “Direito na Era dos Robôs”, no próximo dia 26 de setembro, às 19 horas.

Dedicado ao estudo da tecnologia aplicada ao Direito, Ricardo Freitas destaca que dentre todas as tecnologias com capacidade de transformar a sociedade, a Inteligência Artificial (IA) [1] é considerada aquela com maior capacidade disruptiva e que pode gerar soluções para todas as áreas, inclusive o universo jurídico.

Ricardo Freitas é Mestrando em Direito, pós-graduado em gestão jurídica, empreendedorismo e inovação. Fundou startups jurídicas nas áreas de comunicação e mediação, dentre elas a Lawtech Juspro, 1ª Câmara Privada de Mediação cadastrada pelo TJ-SP através de audiências online. É professor de cursos de graduação e pós-graduação.

Inscrições para o evento aqui [2].

Direito e Inteligência Artificial

Em artigo publicado no portal Conjur [3], Ricardo Freitas analisa os impactos da Inteligência Artificial no Direito. Para o especialista, o segmento jurídico será um dos mais impactados pela transformação provocada pela inteligência artificial.

“Primeiro, porque está baseado em informações. Contratos e processos carregam em si um gigantesco conjunto de dados, portanto, há matéria-prima. E segundo, porque os benefícios dessa tecnologia, como aumento de produtividade, economia e predição, atingem todos os agentes do segmento, com ênfase para os tribunais e os advogados”, afirma.

A inteligência artificial já tem sido utilizada pelos tribunais e demais órgãos públicos. Não se questiona mais “será que o Judiciário aceitará os robôs?”. O exemplo mais conhecido é o robô Victor desenvolvido pelo Supremo Tribunal Federal por profissionais da Universidade de Brasília (UnB).

Para contextualizar e provocar reflexões preliminares, confira aqui [4] dez motivos para que seja feita uma real conexão entre o Direito, a tecnologia e a inteligência artificial.

Comentários

Comentários