LBCA amplia equipe com Vanessa Sapiência e Paulo Montenegro

5 de maio de 2016  |  JOTA e ConJur

Os advogados Vanessa Sapiência e Paulo Montenegro são as novas contratações da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA). Eles passam a integrar o quadro de colaboradores da sociedade, reforçando o time para novos desafios.

Vanessa Sapiência, Sócia da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA)

Vanessa Sapiência, Sócia da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA)

Na qualidade de nova sócia da LBCA, Vanessa atuará em Projetos Especiais, que envolvam atividade multidisciplinar, buscando promover a interface entre clientes potenciais e departamentos do escritório. Ex-gerente jurídica da Natura Cosméticos, Vanessa totaliza 15 anos de experiência na advocacia corporativa. É graduada pela Universidade Paulista (2001) e tem especialização em Direito Empresarial do Trabalho pela FGV e em Direito Securitário pelo Instituto Brasileiro de Direito do Seguro. “O projeto proposto pela LBCA é diferente de tudo que já fiz e espero contribuir, agregando uma visão multidisciplinar, com foco corporativo”, diz Vanessa.

 

Paulo Montenegro, Diretor de Relações Governamentais da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA)

Paulo Montenegro, Diretor de Relações Governamentais da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA)

Paulo Montenegro ocupará a Diretoria de Relações Governamentais e traz para a LBCA uma experiência de 20 anos como advogado de departamento jurídico de algumas das principais multinacionais que atuam no País, como GE, Motorola, Tetra Pak, Kerry e Heinz. “Nem sempre os escritórios de apoio aos departamentos jurídicos das empresas conhecem suas necessidades ou sabem ser parceiros do advogado in house”, afirma Paulo, lembrando que a LBCA tem se empenhado nesse ponto . Cita como exemplo o fato de ter conseguido reduzir o contencioso de uma das companhias, de 13 mil casos para 2 mil, em um ano e meio. Montenegro é bacharel em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba, com especialização em Administração de Empresa pela FAAN/FIAM e MBA em Direito Corporativo pela FGV.

 

 

Comentários

Comentários